Blog

RELEMBRANDO

NAMORO DE CARNAVAL

Para Maria Helena Accorsi Willrich a Recreio sempre proporcionou o encontro entre gerações. “Falar de Recreio é falar das nossas raízes, sobre todas as gerações que se desenvolveram aqui. A Dona Zely Zatti Willrich, minha sogra sempre conta que foi na cozinha da casa dela que tudo começou, em 1915. A Recreio está completamente vinculada à cultura social de Gramado. É peça fundamental, cenário da nossa história. Eu era pequeninha quando meu pai foi presidente, mas lembro-me do esforço, do trabalho e dedicação dele. Parecia que o clube era uma prefeitura, pois havia envolvimento muito intenso de toda a comunidade, era um comando muito importante”.   Baile dos Estudantes, Recreio Gramadense, anos 50. Acervo Pessoal Mari Accorsi Willrich   Baile das Hortênsias. Década de 60. Acervo Pessoal Mari Accorsi Willrich       Gersy e Thereza Accorsi com amigos em evento social em Gramado. Acervo Pessoal Mari Willrich   Seu pai, o senhor Gersy Accorsi, foi presidente do clube na gestão de 1963 a 1965. Ela relembra com carinho o amor dele pela música. “Ele adorava cantar! Subia ao palco, pegava o microfone dos conjuntos enquanto apresentavam-se e encantava a todos com sua linda voz. Serenatas eram muito comuns na vida dele. Meu pai foi excelente cantor, um tenor com muita potência vocal. Fundador do Bloco dos Velhinhos, cantou em muitos casamentos também! Ele foi muito amigo dos senhores Eddi Oaigen, Almeris Peccin, Hugo Daros, Rugart Volk, Maury Pasqual e Euzébio Balzaretti, que também foram presidentes do clube. Minha mãe, Thereza Freitas Accorsi sempre o acompanhava. Eles me deixavam com a empregada e saiam juntos para decorar e organizar grandes eventos que envolviam os sócios e mobilizavam toda a comunidade”, conta.    Festa de Casamento em Gramado, Gersy e Thereza Accorsi. Recreio Gramadense. Acervo Pessoal Mari Willrich Festa de Casamento em Gramado, Gersy e Thereza Accorsi. Recreio Gramadense. Acervo Pessoal Mari Willrich   O primeiro baile de debutantes na Sociedade Recreio Gramadense foi organizado na gestão de Gersy Accorsi. “O salão estava decorado com uma linda cerejeira. Reproduziram um “Jardim Japonês” que ficou um encanto!! O que tinha de máximo em termos de dedicação e capricho era feito na Recreio” diz Mari. As meninas que foram apresentadas à sociedade naquela ocasião foram: Maria Lúcia Zatti, Ana Maria Ruschel, Ginês Maria Perini, Elaine da Silva Reis, Ines Mari Soares de Oliveira, Iara Maria Klement, Susana Willrich, Marilia Daros, Elóide Verena Müler, Liana Maria Ferreira, Wanderlei Peccin, Franci Maria Zatti, Teresinha Lorenzoni, Margot Dal Ri, Ingrid Kati Schwingel, Arlete Bertoluci, Sílvia Wilrich, Marlene Tissot e Maria Tomazelli.     Primeiro Baile de Debutantes em Gramado. Recreio Gramadense. Acervo Pessoal Mari Willrich   “Ser uma menina da sociedade era muito importante, naquela época. Para freqüentar a boate, precisava primeiro debutar. Eu debutei dez anos depois, com 13 anos. Antecipei, para participar da boate. Era o auge dos Beatles”, recorda-se.    Debutante Maria Helena Accorsi, 1973. Recreio Gramadense. Acervo Pessoal Mari Willrich    Debutantes Recreio Gramadense, 1973. Acervo Pessoal Mari Willrich   “Relembrar na Recreio, me remete à imagem da querida Sílvia Zorzanello, sempre incansável e batalhadora. Bailes clássicos, como o dos 60 anos da Recreio foi apresentado pelo casal de cerimonialistas Enoir e a Sílvia, entre tantos outros eventos sociais. A festa das hortênsias teve um intervalo durante uns dez anos, aproximadamente. Voltou na década de 80 com a ideia da Sílvia resgatando destaques das edições anteriores, reproduzindo o túnel de hortênsias e o desfile das rainhas”.     Festa de Aniversário 60 anos Recreio Gramadense. Acervo Pessoal Mari Willrich   Festa das Hortênsias, anos 80. Recreio Gramadense. Acervo Pessoal Mari Willrich   “Tenho uma memória afetiva muito grande dos carnavais. Era o momento mais esperado. Minha mãe fazia as fantasias para mim. Desde os dois aninhos de idade eu já vinha no Carnaval. Cada ano, era um preparo, usei fantasias de Baiana, Fadinha e até Chiquita Bacana fazendo crítica ao imperialismo americano”.      Carnaval Infantil Recreio Gramadense. Acervo Pessoal Mari Accorsi Willrich   Maria Helena Accorsi, Carnaval Infantil, anos 60. Recreio Gramadense. Acervo Pessoal Mari Willrich     Carnaval de Salão em Gramado, anos 80. Acervo Pessoal Mari Accorsi Willrich   Carnaval de Salão em Gramado, anos 80. Acervo Pessoal Mari Accorsi Willrich    "Mari de Caco e Caco de Mari" no Carnaval de 1978. Acervo Pessoal Mari Accorsi Willrich   A história que a Mari conta e está muito presente em sua vida, é ilustrada pela foto que registra esse momento lindo. “O meu namoro com o Caco começou aqui. Foi uma noite muito especial, no carnaval de 1978 que a nossa química surgiu... Naquela noite, a amiga Liege Zatti, que consideramos nossa madrinha oficial, nos disse que nunca mais iríamos nos separar... Que formamos um lindo casal e que tinha certeza que nosso namoro daria certo! Enfim, casamos e nosso namoro de carnaval já ultrapassou uns 40 anos!"   Ike Koetz e Mari Willrich, "Relembrando" na Recreio. Foto: Rafael De Bacco                APOIO:      

ATUALIZANDO

RECREIO NA FOLIA

Estamos quase chegando ao tão esperado feriado de Carnaval. Prepare sua fantasia para o melhor Baile de Carnaval de Salão da Serra Gaúcha! Garantindo o brilho e a alegria com total segurança, RECREIO NA FOLIA 2020 está confirmado, mesmo com as obras para instalação do elevador no clube.   Rainha do Carnaval 2020, Fernanda Schonardie, Recreio Gramadense. Foto Gustavo Merolli   A tradicional festa de Gramado acontecerá no Sábado de Carnaval, dia 22 de fevereiro, no salão principal da Sociedade Recreio Gramadense.   Carnaval em Gramado, Recreio Gramadense. Foto Gustavo Merolli    Carnaval em Gramado, Recreio Gramadense. Foto Gustavo Merolli    O Carnaval Infantil começará às 15 horas de sábado, dia 22 de fevereiro. As inscrições para o divertido Concurso de Fantasias serão realizadas durante o evento. As crianças deverão estar acompanhadas por adulto responsável.   Carnaval Infantil em Gramado, Recreio Gramadense. Foto Gustavo Merolli    Carnaval Infantil em Gramado, Recreio Gramadense. Foto Gustavo Merolli     O Carnaval Adulto será às 23h30min, sábado, 22 de fevereiro. Haverá tradicional apresentação dos Blocos Carnavalescos Velhinhos Transviados, 100 Juízo e Rebloco. Após, a Banda Fama Festa Show segue animando os foliões durante a madrugada. Para quem não conhece, a energia é contagiante! Os artistas apresentam repertório atualizado e muita performance de palco.   Carnaval em Gramado, Recreio Gramadense. Foto Gustavo Merolli     Carnaval é o momento de jogar para longe toda a tristeza, embalado pelo samba e inspirado pela criatividade e brilho das fantasias.  A festa ficará melhor ainda se estivermos na companhia dos amigos... Reserve a sua mesa e venha se divertir com a gente!   Ike Koetz Presidência Recreio Gramadense Gestão 2018 a 2020

RELEMBRANDO

BODAS DE DIAMANTE

O senhor Walmor Kuwer associou-se em 1951, quando ainda era solteiro e participou de quase todas as fases do clube. “Freqüentei muitos bailes, joguei bolão e assisti orquestras estrangeiras maravilhosas”, relembra. Em especial, fez questão de registrar com muito carinho à noite do seu casamento com a senhora Irene Casagrande, há 60 anos, Bodas de Diamante. “Associei-me ainda muito jovem quando Guilherme Dal Ri era presidente. Precisavam de dinheiro para terminar a parte de baixo da Sociedade Recreio, então filhos de sócios pagaram 50% da jóia na época e o clube angariou fundos para concluir a obra. Muitos amigos meus ingressaram desta maneira. Lembro-me de um Baile de Carnaval organizado no cinema porque a Recreio ainda estava em obras. Tiraram todas as cadeiras e nós ocupamos o salão do cinema para pular e dançar”. Participou do grupo de bolão 1º de Outubro que existiu de 1939 até 1966. “Joguei bolão por mais de 20 anos... eu adorava, era ótimo! Pagávamos mensalidade para jogar e quando sobrava dinheiro, fazíamos churrasco nas canchas atrás do clube. Sinto falta do tempo em que encontrava os amigos aqui”. Alguns componentes deste time foram Aquilino Libardi, Bruno Muller, Eugênio e Ângelo Benetti, Horst Volk, Karl e Rolf Rosenfeldt, Lindolfo Ruschel, Urbano Spengler, Evaldo e Rudi Sorgetz, Nailor e Flávio Balzaretti, Setembrino Boniatti, Willy Fassbinder e Waldomiro Manéa.   Gramado, 1960. Casamento na Recreio. Foto: Álbum da Família   “Jamais esquecerei orquestras como Cassino de Sevilha e Cassino de Santa Cruz. Quem chegava à portaria e estivesse com a mensalidade de sócio atrasada não poderia entrar”, comenta.   Gramado, 1960. Casamento na Recreio. Foto: Álbum da Família Com emoção, lembrou-se da noite de seu casamento, fria e chuvosa em 30 de janeiro de 1960, no clube de alvenaria recentemente construido. Os noivos tinham religiões distintas e enfrentaram dificuldades para realizarem o sonho do casamento. “Sou evangélico e ela, católica. Decidimos com o pastor, realizar a cerimônia na Sociedade Recreio, um lugar neutro e tradicional”. Explicou que casamento entre evangélicos e católicos não era proibido, apenas um pouco complicado, naquela época. As interpretações do evangélico e do católico da Bíblia são diferentes e as cerimônias também. “Tudo aconteceu aqui e foi muito bonito! O pretor registrou o casamento civil, a cerimônia religiosa foi ministrada pelo pastor e o economato fez o nosso jantar”, registra. Naquela época, o casal de ecônomos era o senhor Luiz Roldo e a senhora Iracema Libardi. “No ambiente da festa havia uma mesa comprida, onde toda a nossa família e amigos estavam presentes. As cerimônias iniciaram cedo. Depois comemoramos com o jantar e dançamos até a meia noite”, conta.        APOIO:        



Depoimentos

homem depoimento

LUGAR INCRÍVEL

Desculpem o tom poético, mas falar da Recreio é como falar de uma pessoa... está tão ligado a nossa história e as nossas emoções que se personifica em nossas memórias e em nossos corações de forma amorosa e profunda. Um pedaço de cada um de nós, construída, mantida e renovada por mãos especiais.

MANU DA COSTA
Vereadora de Gramado/2018
homem depoimento

INESQUECÍVEL

Sociedade Recreio Gramadense. O clube vizinho da minha infância, presente no curso de todas as nossas vidas. Naquela sede, antiga ou moderna, vivi grandes momentos. Por haver testemunhado mais de um século as melhores páginas da nossa história, merece todas as nossas homenagens.

JOÃO ALFREDO BERTOLUCCI
Prefeito da cidade de Gramado

Acomodações

icone palco

palco

ícone camarim

camarim

ícone chapelaria

chapelaria

ícone bilheteria

bilheteria

ícone sala de apoio

sala de apoio

ícone sofás e poltronas

sofás e poltronas

ícone toilets

toilets

ícone ar condicionado

ar condicionado