RELEMBRANDO

A ERA DO BOLÃO

A Sociedade Recreio Gramadense, durante muitos anos teve o Bolão como ícone. Do Bolão surgiam eventos sociais, foram escolhidos os Presidentes, Secretários e Conselheiros. Durante uma era o esporte foi o centro dos maiores acontecimentos de toda a região. Apreciado tanto por operários, profissionais liberais e empresários, fez muito sucesso em todas as classes sociais e foi assunto preferido nos encontros para o cafezinho, aperitivos e chás da tarde frequentados pelas senhoras. Motivo de grandes confraternizações, incentivou os habitantes de Gramado a tornarem-se sócios do clube.

 

 

Existe há cerca de 3 500 anos. Escavações em sítios arqueológicos egípcios detectaram sinais de jogo de bolão ancestral. Há indícios de que povos bárbaros e tribais teriam um eventual jogo com caveiras e ossos no lugar de bolas e pinos. Esporte primitivo, com origem no Egito, Polinésia utilizando bolas e pinos. Já foi praticado como cerimônia religiosa quando acreditava-se que ao derrubar o bastão, a pessoa que arremessou estaria livre dos pecados.

 

 

Segundo registros o Bolão foi mencionado pela primeira vez na Alemanha em 1157, na cidade de Ronthenburg. O 1º campeonato Mundial de Bowling foi realizado em 1925, na Suécia. No Brasil, o esporte foi introduzido através dos imigrantes Alemães, apresentando duas modalidades: BOLÃO 23 com a bola de 23cm de diâmetro e o BOLÃO 16, com bola de 16cm de diâmetro, praticado por homens e mulheres.

 

Taça Tuyuty, anos 50. Sturmer, Hogo Daros, Guilherme Dal Ri, Bruno Muller. Foto: Arquivo Pessoal Sérgio Bertoja

 

Até 1947 sempre houve apenas uma cancha de bolão na Recreio e vamos relembrar um pouco da nossa história, em alguns capítulos.

 

30 de Setembro: Rosita Bordin, Ema Fisch, DalilaJungbluth, Clari Sartori, Ladi Bastos, Tereza Bastos, Edelvira Bertolucci, Cantides dos Santos, Zari Castilhos, Irani Castilhos, Soeli Daros, Julieta Balzaretti, Irma Peccin, Derci Couto, Cilda Petersen

 

 

A sede inicial do clube, de 1915 a 1929 ficava na esquina com Major Nicoletti, e o prédio era locado. A Recreio foi fundada em 15 de abril de 1915 ficava de frente à Praça Major Nicoletti, que ainda não era bem uma praça. Havia uma cancha de chão batido, na rua, dificultando visualizar a bola e os pinos em dias de serração. As pontuações eram anotadas no “ourinho”, papel que protegia os cigarros dentro das embalagens.

  

Na segunda sede, de 1928 e 1956 na esquina da atual, entre a Madre Verônica e Garibaldi, o  prédio era próprio, de madeira. Durante a 1ª etapa da construção, entre 1928 e 1929 houve a inauguração da Cancha de Bolão com leilão das primeiras bolas e ainda, JOGO DOS CARTÕES para a disputa de uma MEDALHA DE OURO oferecida pela Sociedade. Entre os envolvidos na Comissão dos Festejos e ampliação, estavam Cláudio Pasqual, Oscar Fisch, Valentina Zanotti, Pedro Candiago, Orestes Dalle Molle e João Alfredo Schneider. Há muitos registros de churrascos nos fundos da Recreio, durante este período.

 

Bolonistas do Grupo Castelo em dia de treino: Walter Sempé, Egídio Michaelsen, Edo Brentana, Euclides Bondam, João de Oliveira, Adilson Franck, Carlos Tomazelli, Hans Nikolaysack, Theobaldo Scheifler, Celestono, Ilso, Ernesto Simão Tomazelli, Rudo Benetti, Setembrino Boniatti e Alceno Noé. Acervo S.R.G.

 

A época de ouro, foi a partir de 1954, no pavilhão do bolão, com duas canchas moderníssimas, inauguradas em 1º de maio de 1954, em um grande evento, com a presença de muitos gramadenses e visitantes. Entre os festeiros destacaram-se Daniel Arend, Guilherme Dal Ri, Henrique Bertolucci Sobrinho e Oscar Fisch. O evento que comemorava os 39 anos da Recreio foi realizado com levantamento de dinheiro dos bolonistas. O "Batismo da Cancha da Direita" foi feito pelo Bloco Tuyuty e o "Batismo da Cancha da Esquerda", pelo Bloco Combate.

 

 

Em 1995 para a construção da atual e 4ª sede do clube foi vendido parte do terreno da Recreio, tornando-se viável fazer a reforma necessária. O térreo passou para espaços totalmente comercializados e o salão social foi elevado para o 1º Piso, mantido somente o hall no térreo. As obras de reconstrução do clube seguiram até novembro de 1999. Em 2005 foi inaugurado outro espaço social, o “Salão Verde Antoninho Barbacovi”.

 

Pedro Fattori, Nelson Dinnebier, Altivo Becker, Tino Volk, Amantino Libardi, Osmar Accorsi, Euzébio Balzaretti, Ilso Tomazelli e Remi Melara. Acervo S.R.G.

 

Os Blocos de Bolão foram constituídos por grupos de famílias históricas de Gramado, responsáveis pelo progresso da Sociedade Recreio por muitos anos. Além de garantir a frequência dos associados na sede e animar a vida dos gramadenses, este esporte oportunizou a formação dos grupos políticos e lideranças de Gramado. 

 

 

 

 

 

  APOIO: