RELEMBRANDO

HISTÓRIAS DA RAINHA

Sempre sorrindo, assim, Maria Luiza Zatti Haas contou algumas das suas lembranças. “Gramado era uma cidade muito pequena onde todo mundo era amigo de todo mundo. Minha família teve uma ligação bastante forte com o Clube”

A Sociedade Recreio foi fundada em 1915, na casa de seu avô Augusto Zatti. Ele foi presidente na gestão de 1926 a 1927. Seu pai, Francisco Zatti, presidiu no período de 1951 a 1952. Dona Célia, sua mãe, foi eleita a mais elegante em um dos Bailes de Gala da Pelúcia. "Anos depois, quando eu tinha 14 anos usei o vestido dela em uma peça de teatro que fizemos com a Dona Medi Nelz. Me senti apenas o máximo”, relembra.

Ela conta que já tinha 15 anos quando esteve na Sociedade pela primeira vez. “É uma lembrança que até hoje me traz muita alegria: quando eu fui eleita a Rainha dos Estudantes. Na minha época de mocidade, não se frequentava baile antes dos 15 anos de jeito nenhum e nem se calçava salto alto. Só escondidinho da mamãe”

 

Maria Luiza Haas. Foto Mara Cardoso

 

Em 1960, quando foi coroada a Rainha das Hortênsias, na segunda edição do evento, o turismo em Gramado já havia conquistado a imprensa nacional. Ela estampou a capa da Revista Manchete, referência como veículo de comunicação na época.

 

Desfile da II Festa das Hortênsias. Acervo Pessoal
 Festa das Hortênsias. Maria Luiza, Leonel e Neusa Brizola, Almeri Peccin. Acervo Pessoal Maria Luiza

 

"O baile foi até de manhã, com muita alegria". A Sociedade estava lotada com amigos, jornalistas e autoridades como o Governador Leonel Brizola. "Lembro-me dos abraços, do carinho, de cada cumprimento dos amigos daqui e dos que vieram longe para prestigiar”.

  

Baile da Festa das Hortênsias 1961. Maria Luiza Zatti, Almeri e Irma Peccin, Lidia Moschett, Essy e Cláudio Candiago, Sueli e Hugo Daros, Lacy e Francisco Bertoja. Acervo S.R.G.

 

Rainhas Iraci Casagrande e Maria Luiza Zatti. Princesas Dorly Michaelsen e Avany Carazai. Acervo Pessoal Maria Luiza

 

Sociedade Recreio Gramadense. Acervo Pessoal Maria Luiza

 

Antigamente não se deixava uma moça sentada em uma festa, “por que ela poderia ficar triste. Os rapazes eram muito educados e se revezavam para dançar com todas. E as moças também não poderiam recusar um convite para dançar. Ficava feio. Vivíamos praticamente como uma família enorme”.

 

Baile da III Festa das Hortênsias. Coroação Heloisa Jungblut, Princesas Valesca Calazans e Renate Muller. Acervo Pessoal Maria Luiza

 

Logo que foi eleita a Rainha das Hortênsias, começou a namorar Sérgio Haas, “praticamente toda a nossa vida social, foi aqui na Recreio. Nos reuníamos em matinês dançantes aos domingos, Bailes dos Estudantes, Festas de Reveillon, Bailes de Inverno, Bailes a Fantasia, Bailes do Suéter”. Recorda-se que moças solteiras não vinham para as festas sozinhas. Só acompanhadas dos pais ou com um chá de pera. “Se os meus pais não pudessem, as minhas tias Diva ou Norma Riegel me acompanhavam... Um jovem casal saindo sozinho poderia ser muito perigoso”.

 

Sociedade Recreio Gramadense. Acervo Pessoal Maria Luiza

 

As pessoas deixavam seus afazeres para se dedicarem à Sociedade. Madrugavam para colher flores às 5h da manhã. “Lembro que naquele tempo comentava-se sobre uso de cerveja para o cabelo ficar armado. Era comum encontrar mulheres com rolinhos na cabeça, durante o dia trabalhando na decoração do baile. Depois, iam para casa, tiravam os rolos e voltavam lindas e chiques para a festa”

 

Sociedade Recreio Gramadense. Acervo Pessoal Maria Luiza

 

“Quando eu entreguei a coroa para a Heloisa Jungblut, terceira Rainha da Hortênsias, já estávamos casados”. Maria Luiza e Sérgio casaram-se na Sociedade Recreio.  “Fizemos uma das primeiras festas em que serviram buffet para muitos convidados. Como ainda não havia esta estrutura em Gramado e Região da Serra, contratamos uma empresa de Novo Hamburgo. Praticamente a cidade inteira estava presente", conta.

 

Maria Luíza e Sérgio Haas, Valesca de Calazans, José Francisco Perine. Acervo Pessoal Maria Luiza

 

O casal teve quatro filhas, e três delas debutaram na Recreio.  “Cada baile teve um estilo de decoração diferente. Nos emocionamos ao desfilar com cada uma delas pelo salão. O Sérgio gostava tanto, que queria até que eu debutasse. Ele adorava dançar, me arrastava pelo salão. Eu gosto muito de vir aqui, esse Clube está na alma da gente".

 

 

 

 

 

APOIO: