RELEMBRANDO

OS BOLONISTAS

No Brasil, assim como o jogo de Bocha está mais ativo dentro das comunidades italianas, o Bolão é concentrado entre descendentes alemães, e mais praticado na região Sul do Brasil.

Os grupos históricos que fizeram parte do Bolão da Recreio tiveram papel fundamental para a concluir a construção da sede de alvenaria na década de 50, bem como o pavilhão com as moderníssimas canchas. Através de registros fica claro o envolvimento dos participantes em todos os períodos administrativos durante a evolução do clube, por muitas décadas.

Para fazer parte de um Bloco de Bolão havia a condição se associar-se a Sociedade Recreio Gramadense, ser casado e sujeitar-se ao regulamento organizado pelo grupo. 

 

 

A parir da década de 40 há registros de churrascos nos fundos da Recreio, perto do hospital. As famílias dos bolonistas plantavam árvores para sombreamento e mais conforto. Cuidavam dos jardins e das vertentes que passavam neste trecho. A rua Madre Verônica era um caminho estreito para o Hospital São Miguel, com poucas residências próximas. Até o início dos anos 60 muitos eventos das famílias gramadenses aconteceram neste espaço arborizado.

 

O GRUPO VIRTUDE

É provável que tenha iniciado em 1925. Em junho de 1935 é riscado o nome Virtude  e colocado Combate.

Alguns nomes listados são: Oscar Fisch, Otto Meyer, Cláudio Stangerlin, Reynaldo Sperb, Afonso Bordin, Arthur Zwetsch, Arno Sander, Bruno Riegel, Eduardo Seibt, João Nicoletti Daros, Antonio Accorsi, João Dal Ri, Aquilino Libardi, Edvino Jacobsen, Olímpio Benno Ruschel, Augusto Daros, Floriano Petersen, Euzébio Balzaretti, Argento Bertolucci, Armando Ruschel, Guilherme Dal Ri, Pedro Berti.

 

 

BLOCO COMBATE 

Fundado em 3 de março de 1925, presume-se que era o antigo Virtude, ou que acolheu o extinto grupo. Alguns componentes: Boaventura Ramos Pacheco, Rodolfo Waslawick Filho, Agusto Zatti, João Leopoldo Lied, Pedro Candiago, Rodolfo Arend, Henrique Bertolucci, João Henrique de Castilhos, Maximiliano Gaspar, Reynaldo Sperb, Virgílio Zanotti, Ângelo Rossi, German Heller, Benno, Willy e Armando Ruschel, Alfredo Waslavick, Adilso Franck, Antônio Barbacovi, Hugo Daros, José Witmann, Orlando Koetz, Padre Luiz Manéa, Miguel Sbabo, Renato Kasper, Walter Sempé, Remi Belotto, João Sartori, Elias de Moura, Eddy Oaigen, Gersi Accorsi, Abel Parmeggiane, Adelino Catucci, Eduardo Bisol, Paulo Pante, Carmo Henzel, Fabio Weeck, Izaias Cartana, Lauri Arnold, Danglar Libardi, Gilmar Colisse, Roque Moschen, Raul Sartori.

Mesmo nos registros mais antigos mostram que eles treinavam obrigatoriamente uma vez por semana e que pagavam para se divertir. Desafios, muito comuns valendo churrascos e macarronadas aconteciam entre os componentes e especialmente com outros blocos. Havia conta no "Armazem Ferreira, Seccos, Molhados e Especialidades",  que registrava fornecimento de mandioca, cana, sal, papel, e erva e pão novo, na padaria "Wilibaldo Schlier".

O mais tradicional adversário do Combate era o Garra de Ferro, de Caxias do Sul. Há registros do Bloco Combate, filiado à Recreio, até o ano de 1991.

 

GRUPO DE BOLÃO 15 DE ABRIL

Fundado em 15 de abril de 1928. Este grupo se dispunha a dar toda a renda arrecadada para o clube, com a condição de que não fosse cobrado aluguel da cancha e os demais encargos.

 

Não há registros dos nomes dos participantes deste grupo.

 

 

GRUPO TUYUTY

Fundado em 6 de março de 1925, o nome foi escolhido em homenagem a um dos mais gloriosos feitos de bravos soldados comandados por Manoel Luiz Osório. Os últimos registros deste Bloco, filiado à Recreio foram em 1991. Constituído durante todas as décadas por alguns componentes aqui mensionados: Cláudio Pasqual, Rodolfo Schlieper, Jorge Bard, Reinaldo Muller, Waldemar Marques, Henrique Bertoluci Sobrinho, Valentin Zanotti, Jurandy Bender, Rudi Schlieper, Oscar Bauer, Oscar Fisch, Zeno Sturmer, Bruno Muller, Ingo Ramm, Victório Lazaretti, Julio Chaulet, Cláudio Stangherlin, Caludino Weber, Daniel Arend, Demetrio Pereira dos Santos, Dante Bordin, Leopoldo Rosenfeld, Francisco Perini, Secundino Prezzi, Almeris Peccin, Erico Albrecht, Emilio Darsie, Helmuth Fries, Helmuth Sorgetz, João Francisco Bertoja, Leopoldo Preto, Oscar Dal Ri, Pompeu Peccin, Walter Plutzenreiter, Waldemar Weber, Alexandre Fleck, Airton Fleck, Alexandre Albrecht, Arlindo Zinke, Clelio Tisott, Delvair Ghesla, Décio Tisott, Gilberto Drecksler, Gilmar Ramm, João Alberto Oliveira, João Carlos Brentano, Luis Carlos Stopassola, Roque Silva, Waldemar Ramm, Wandir Sthal, Ulli Rolof, Edésio Reck, Nelson Fassbinder, Alcenio Fassbinder, lcides Balzaretti, Paulino Castilhos. 


 

BLOCO DE BOLÃO OS GRAMADENSES

Composto por casais gramadenses, fundado no final dos anos 70. Treinavam aos domingos à noite. Os participantes eram: Aurélio e Iraci Sartori, Armando e Nair Oberher, Antonio e Flávia Barbacovi, Alfredo e Rosa Becker, Edésio e Arcelita Reck, Ermindo e Alice Moschen, Élio e Leilaine Correia, Henrique e Amabile Giacometti, Ivo e Anita Barbacovi,  Isaias e Nelci Abraham, Júlio e Pierina Carniel, Olídio e Elli Dutra, Sérgio e Cristina Schneider, Sérgio e Gládis Moschen, Wilson e Ludiva Fassbinder, Wilibaldo e Helma Oberher.

 

 

 

 

 

  APOIO: